Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

PERDER BEM por Filipe Nunes Vicente

24.09.22

Não existe verdadeira amizade, sinto-me traído.

Parece-me impossível: se te sentes traído por amigos é porque os tinhas, portanto, existiam. A dita  amizade  é um produto da  evolução. Os humanos imaginaram relações fora da competição - sexual, recursos , territórios, ideias - e a coisa corre muitas vezes bem, mas é apenas imaginação.

A história é um rolo compressor. Diógenes Laercio inventou-a, Montaigne citou-a e Derrida popularizou-a: Aristóteles terá dito: Ó meus amigos, não há nenhum amigo. A verdade é que o estagirita não escreve isso. Na Ética a Nicómaco ( Nic. Eth. 1171 a) discorre sobre  a amizade como qualquer pessoa no facebook: são poucos, devem ser bons, estão lá para os bons e maus momentos etc.

As amizades nascem, envelhecem e morrem como as flores. Não existe nenhum mistério. Já o número exacto de mudas da água do bacalhau nas 24h a seguir às primeiras seis mudas consecutivas, esse sim, é um osso duro de roer.

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub