Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

PERDER BEM por Filipe Nunes Vicente

11.06.22

Acredito  no sobrenatural, é uma explicação. Ouço isto vezes sem conta. No sânscrito smerah ( sorrir) e no latim mirare ( olhar esgazeado  com admiração a obra de Deus). Sim, também tenciono ir à Catedral  para o ano mirar o  Benfica campeão. E sorrir. Adiante.

Casanova foge para Munique  na companhia do padre  Balbi ( que fazia amor desastradamente  com todas as criadas das várias estalagens em que ficavam)  e encontra a condessa Coronini, uma conterrânea ( veneziana) de 71 anos. Esta promete dar ao príncipe  Eleitor  uma palavra em favor  de Casanova ( sabe-se lá porquê...)  e lá vai ele reunir-se com o confessor  do Eleitor, um jesuíta.  O padre conta-lhe que a cidade está envolvida num milagre: o corpo da imperatriz, ainda em exposição pública, mantém os pés quentes. Casanova foi confirmar. Sim, os pés continuavam quentes porque virados para  uma lamparina acesa.

O  verdadeiro milagre é sempre  a crença  das gentes.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub