Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

PERDER BEM por Filipe Nunes Vicente

03.04.22

Um dispositivo   mental para atenuar a angústia depressiva: planear. Isto obriga o sujeito a um duplo movimento porque não só o faz contar  com o mundo exterior  às suas tristezas como o força a projectar-se no tempo. São dois cartuchos de calibre grosso.
O sentir depressivo é ensimesmado. Alimenta-se do escrutíno sistemático  do que corre mal, das nossas fraquezas e azares. Por instinto  fechamo-nos, engolimo-nos, defendemo-nos do exterior. Planear uma acção obriga-nos a olhar para fora.

Por outro lado o projectar-se no tempo ataca a porta principal da depressão: as expectativas negativas. A bem dizer todas as expectativas são negativas, mas não nos vos quero convencer da linha estóica: já desisti há muito tempo. Fiquemos então com meia receita. Se planeamos fazer alguma coisa - ajudar alguém, um pequeno prazer etc - isso força-nos a rever o pessimismo temporal. Dir-me-ão: se é tão simples por que é tão complicado?

O problema reside na natureza dos planos. Frequentemente elaboramos ou dizem-nos para elaborar planos  quinquenais e pesados que nos parecem inatingíveis. O negócio é compartimentar o dia e traçar pequenas subida de colina, abrir picadas modestas. Quando tens um acidente e partes as pernas e vais fazer fisioterapia não começas a correr no primeiro dia pois não?

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub